O primeiro-ministro português enviou no domingo à noite uma mensagem de solidariedade ao seu homólogo espanhol, Pedro Sánchez, na sequência da erupção do vulcão Cumbre Vieja nas Canárias e manifestou a disponibilidade de Portugal para fornecer apoio.

A mensagem de António Costa ao presidente do Governo de Espanha foi divulgada à agência Lusa por fonte oficial do gabinete do primeiro-ministro.

O vulcão Cumbre Vieja entrou em erupção no domingo na zona de Las Manchas, depois de mais de uma semana em que foram registados milhares de sismos na região.

O Cumbre Vieja de La Palma é um dos complexos vulcânicos mais ativos das ilhas Canárias, sendo o responsável por duas das três últimas erupções nas ilhas, o vulcão San Juan (1949) e o Teneguía (1971).

As autoridades espanholas preveem retirar das zonas de La Palma mais expostas à erupção do vulcão entre 5.000 e 10.000 pessoas.

Os fluxos de lava que há horas descem das encostas do vulcão avançam a aproximadamente 700 metros por hora, com uma temperatura de 1.075 graus Celsius, de acordo com o Instituto Vulcanológico das Canárias (Involcan).

As autoridades locais já iniciaram a evacuação de vários bairros dos municípios de El Paso, Los Llanos de Aridane e Tazacorte, em antecipação ao avanço da lava.

A Guardia Civil mobilizou mais de 120 agentes, de diferentes unidades, para fazer face à situação.

As autoridades referem que há várias estradas afetadas pela erupção, estando algumas delas encerradas ao tráfego por precaução.

Desde o início da semana a ilha encontrava-se em alerta amarelo devido ao risco de erupção vulcânica na zona (nível 2 de 4).

La Palma, com 85 mil habitantes, é uma das oito ilhas do arquipélago das Canárias. No seu ponto mais próximo com África dista 100 quilómetros de Marrocos.

A ilha espanhola encontra-se a 460 quilómetros da ilha portuguesa da Madeira e 1.428 quilómetros da ilha do Sal (Cabo Verde).

A anterior erupção em La Palma ocorreu em 1971, em Teneguía, no sul da ilha, e durou 24 dias.

Agência Lusa