O primeiro-ministro afirmou, esta quinta-feira, que o Governo está preparado para adotar todas as medidas necessárias para garantir a proteção da comunidade portuguesa na Venezuela, considerando urgente "uma transição pacífica" para a realização de eleições livres naquele país.

António Costa assumiu esta posição na abertura do debate quinzenal, na Assembleia da República, em Lisboa, após uma intervenção do deputado socialista Paulo Pisco sobre a atual situação na Venezuela, em que criticou o regime do Presidente Nicolas Maduro e elogiou a ação do Governo em defesa da comunidade portuguesa naquele país.

O Governo está preparado para adotar todas as medidas necessárias para garantir a segurança da comunidade portuguesa na Venezuela", declarou o primeiro-ministro, num discurso em que, no plano político, defendeu uma articulação com a União Europeia para a realização de eleições "livres e justas" naquele país.

É preciso que se verifique rapidamente uma transição pacífica" na Venezuela, afirmou António Costa.