O Secretario de Estado Adjunto e da Saúde, António Lacerda Sales, afirmou esta sexta-feira que será divulgada em breve informação sobre o reconhecimento de vacinas produzidas na Índia, apesar de não querer antecipar essa decisão.

Muito em breve sairá informação da Direção-Geral da Saúde (DGS) e do Infarmed, que é o órgão regulador. Não me quero antecipar a essa decisão, mas perspetivamos que será com certeza uma decisão muito favorável relativamente a essa matéria”, disse António Lacerda Sales a jornalistas após uma visita às instalações do Pavilhão 5 do Hospital Sousa Martins, na Guarda.

Lacerda Sales abordou ainda a questão da vacinação, ou não, dos jovens entre os 12 e os 15 anos e disse que o Governo está preparado para avançar.

Estamos preparados para poder vacinar as crianças dos 12 aos 15 anos, saudáveis, se for essa a decisão da Direção-Geral da Saúde (DGS) ainda antes do arranque do ano letivo. Assim venha mais rapidamente possível essa decisão e se for essa decisão”, sustentou.

A pandemia de covid-19 fez pelo menos 4.247.424 mortos em todo o mundo, entre mais de 200,1 milhões de casos de infeção pelo novo coronavírus, desde que a OMS detetou a doença na China em finais de dezembro de 2019, segundo o balanço mais recente da AFP com base em dados oficiais.

Em Portugal, desde o início da pandemia, em março de 2020, morreram 17.440 pessoas e foram registados 982.364 casos de infeção, segundo a Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em países como o Reino Unido, Índia, África do Sul, Brasil e Peru.

Agência Lusa / CE