concluída

"Este governo exorbitou as suas competências, este Governo abriu um conflito institucional, este Governo pôs em causa, inclusive, a instituição Presidência da República"










"É interessante que a TAP avançou rapidamente, mas no Novo Banco deixa o processo para quem vem atrás"





"Se não for reversível, temos muita pena"


"Mantemos em cima da mesa a possibilidade de reverter o processo, se não for reversível, temos muita pena, mas o que podemos fazer? O próximo Governo que tome as decisões que entender mais corretas"



Redação / VC