Elisa Ferreira é «uma candidata fortemente partidarizada, dependente de José Sócrates e do aparelho do PS/Porto





há um ano apelado a coligações à esquerda mas, «na altura, todos responderam que não».





«A qualidade da democracia deteriorou-se