Carlos Moedas vai ser o candidato do PSD em Lisboa, nas eleições autárquicas deste ano.

O ex-secretário de Estado foi recebido nesta altura por Rui Rio, para formalizarem a candidatura. Moedas irá defrontar o atual presidente socialista, Fernando Medina.

A distrital de Lisboa do PSD, contactada pela TVI, ficou agradada com a notícia, da qual teve conhecimento através da comunicação social. 

"Vemos com muito bons olhos o nome de Carlos Moedas, tem muitas hipóteses de ganhar a Fernando Medina e terá todo o apoio e empenho da distrital", disse à TVI o líder da distrital, Ângelo Pereira.

Engenheiro civil e economista, Carlos Moedas tem 50 anos e, além de ter sido secretário de Estado Adjunto de Passos Coelho, foi comissário europeu. Atualmente integra o Conselho de Administração da Fundação Calouste Gulbenkian.

PSD quer adiar as autárquicas

Há duas semanas, o PSD entregou um projeto-lei, que será debatido no parlamento em 25 de março, para que as eleições autárquicas sejam adiadas de setembro/outubro para novembro/dezembro, mas que já foi alvo de críticas por parte do PS e do Governo, que consideraram não ser este “o momento de decidir” sobre esse assunto.

Em declarações esta quarta-feira, Rui Rio voltou a admitir que o partido possa propor alterações à lei eleitoral autárquica - que os sociais-democratas aprovaram com o PS em julho passado -, caso algumas das reivindicações que tem ouvido aos movimentos de cidadãos sejam justas.

O presidente do PSD salientou que aquilo que o diploma quer acautelar, devido à pandemia de covid-19, “não é ter mais tempo ou menos tempo para poder entregar listas”, mas “poder fazer campanha”, sobretudo nos municípios em que o partido não está no poder.

Quanto ao anúncio dos candidatos, disse:  “Até ao dia 28 de fevereiro, não há apresentação de nome nenhum para câmara nenhuma, um candidato só é candidato quando é homologado pela direção nacional, a partir de dia 1 começaremos a noticiar e dar conhecer os nossos candidatos”.

Rui Rio fala em candidatura forte comum ao CDS

Rui Rio transmitiu oficialmente esta quinta-feira que Carlos Moedas é a escolha do PSD para a Câmara Municipal de Lisboa, considerando que a importância das eleições autárquicas deste ano pedia uma candidatura forte.
 
Um partido como o PSD é obrigado a uma candidatura forte. Desde o início que achei que a melhor solução era o engenheiro Carlos Moedas. Fui falando com ele, ouvindo também as pessoas que podiam ajudar a descobrir a melhor solução do PSD para a capital", disse Rio, esclarecendo que a pressão sobre a escolha dos últimos dias, motivou ao discurso de apresentação "acelerado".

Rui Rio transmitiu ademais a escolha do PSD ao líder do CDS, realçando a sua vontade de que a candidatura seja comum aos dois partidos de direita.

Sem dar chance às perguntas dos jornalistas, Rui Rio terminou a conferência de imprensa, prometendo a apresentação de cerca de mais 100 candidatos nos próximos dias.