As coligações pré-eleitorais entre PSD e CDS-PP devem aumentar face a 2013, podendo atingir as 140, indicaram fontes centristas à Lusa, que apontam a possibilidade de alianças novas em Coimbra, Leiria e Barcelos.

A comissão política do CDS-PP reuniu-se na quinta-feira à noite para analisar, "distrito a distrito", as autárquicas deste ano, indicou uma fonte, adiantando que não há novidades no processo de Lisboa, em que a líder centrista, Assunção Cristas, é candidata à presidência da autarquia da capital, sem que esteja excluído um apoio dos sociais-democratas.

As coligações pré-eleitorais entre centristas e sociais-democratas podem aumentar face a 2013, de 92 para 140, estando em cima da mesa a possibilidade de tal se concretizar em Leiria, Coimbra e Barcelos, indicaram fontes da comissão política do CDS.

As coligações em Aveiro e Braga são para manter, de acordo com as mesmas fontes.

A expectativa de um aumento de alianças pré-eleitorais entre os dois partidos tinha sido expressa pelo coordenador autárquico do PSD, Carlos Carreiras, quando em dezembro do ano passado foi assinado o acordo quadro com o CDS-PP para as autárquicas que se realizarão no outono.

PSD e CDS-PP celebraram 92 acordos em 2013, governando juntos em 22 municípios, precisou nessa altura o secretário-geral do CDS-PP, Pedro Morais Soares.