O Partido-Social Democrata da cidade do Porto voltou a apresentar uma queixa à Comissão Nacional de Eleições contra Rui Moreira alegando que a Câmara Municipal do Porto está a utilizar os seus próprios meios para dar visibilidade ao autarca.

Depois de acusações de plágio em cartazes, uso de e-mails institucionais e a utilização do facebook da Feira do Livro para promoção do autarca, o PSD vem agora acusar o movimento independente de Rui Moreira de "distribuir cartas com teor claramente propagandista, violando claramente o dever de neutralidade e imparcialidade a que as entidades públicas estão sujeitas"

O partido adianta que o município do Porto iniciou uma distribuição de cartas, por toda a cidade, dirigida aos "caros pais, mães e encarregados de educação", onde é feita propaganda à ação do Município em matéria de política educativa

Exemplo de uma das cartas enviadas, assinada por Rui Moreira

Fonte do partido que apoia Vladimiro Feliz nas próximas eleições de dia 26 de setembro, sustenta que as cartas são preenchidas por adjetivações "muito positivas da atuação da autarquia" e dá um exemplo de um excerto numa das referidas cartas: "continuamos a missão na construção de uma cidade amiga das crianças, dos jovens e das famílias, com escolas dinâmicas, criativas, capazes de promover a coesão social e os ideais de uma cidade educadora".

"É ainda introduzida de forma destacada a assinatura do Senhor Presidente da Câmara bem como a do Senhor Vereador Fernando Paulo, ambos recandidatos nas listas do Movimento Rui Moreira, estando a ser utilizados meios do Município para dar visibilidade a um dos candidatos nas próximas eleições autárquicas", queixa-se o partido em nota divulgada à comunicação social.