A comissão parlamentar de Ética, Sociedade e Cultura decidiu hoje chamar o presidente do organismo regulador dos media para explicar a recusa de José Azeredo Lopes a ser entrevistado por um jornalista do Expresso.

Requerida pelo PCP, a audição foi desta quarta-feira votada por unanimidade pela comissão e visa pedir explicações sobre as exigências do presidente da Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) ao semanário de não ser entrevistado por um dos jornalistas daquele título.

A entrevista em causa foi publicada a 20 de Dezembro passado pelo Expresso e realizada apenas por uma jornalista, em vez de dois como estava previsto inicialmente pelo semanário, já que José Azeredo Lopes recusou ser entrevistado por Henrique Costa.

A recusa terá tido origem numa peça daquele jornalista sobre os subsídios de residência e deslocação que o presidente da ERC recebe.
Redação / FC