O Bloco de Esquerda anunciou esta quinta-feira que os professores do Ensino Superior que fizeram provas de agregação vão ter, a partir de 1 de janeiro, o devido reposicionamento na carreira e receber a respetiva remuneração.

A proposta do partido sobre as agregações no ensino superior foi aprovada esta tarde, no âmbito do Orçamento do Estado para 2017.

O BE congratulou-se, em comunicado, com a aprovação desta medida, defendendo ser uma boa notícia para um setor que precisa de “sinais de confiança”.

No mesmo documento, os bloquistas reafirmam o propósito de combater a precariedade.

Os deputados retomaram esta quinta-feira o debate na especialidade sobre o orçamento do próximo ano, que terminará na segunda-feira, tendo os vários partidos apresentado cerca de 450 propostas de alteração.

Redação / AR