A candidata do Bloco de Esquerda à presidência da Câmara de Lisboa, Beatriz Gomes Dias, sublinhou esta sexta-feira a importância em aumentar a oferta pública de creches na cidade de Lisboa, batalhando também pela alimentação saudável nas escolas.

Nós queremos aumentar a oferta de creches e pré-escolar na cidade de Lisboa, que é uma grande carência. É preciso aumentar a oferta e essa será uma prioridade desde mandato”, disse à Lusa Beatriz Gomes Dias, salientando a existência de “uma grande carência”, com listas de espera.

Beatriz Gomes Dias falava após a visita à escola EB1 das Galinheiras, em Lisboa, uma das escolas que esteve envolvida no projeto que o Bloco de Esquerda liderou para retirar 50 toneladas de plástico, por ano, nas cantinas das escolas básicas.

Aqui vimos a importância da confeção local das refeições. O Bloco de Esquerda [enquanto força política] com responsabilidades no pelouro da educação [na autarquia de Lisboa onde tem acordo de governação com o PS] alterou o modo como a alimentação era feita nas escolas”, disse a candidata, frisando que atualmente estas são “mais saudáveis e com ementas desenhadas por um nutricionista”.

A candidata lembrou ainda que, durante a pandemia, esta foi uma das quatro escolas públicas de Lisboa responsáveis pela confeção de refeições distribuídas pela cidade, num total de cerca de dois milhões de refeições, indicou o vereador bloquista Manuel Grilo, com a pasta dos direitos sociais, que acompanhou a candidata na visita.

Agora, durante a visita, a cozinheira disse que as crianças estavam muito contentes e que gostavam da comida, ou seja, aquilo que é sempre uma critica, a qualidade da comida, aqui é ao contrário”, sublinhou Beatriz Gomes Dias.

A candidata esteve ainda à conversa com uma professora e uma jovem aluna, enaltecendo, posteriormente, a “relação forte” entre alunos e professores.

Foi bastante emocionante ver a relação das professoras com os alunos, mostra a importância de uma escola pública forte e o laços de continuidade com a comunidade escolar. Vimos aqui essa relação que vai sendo construída pela direção da escola, do agrupamento”, afirmou.

Segundo Beatriz Gomes Dias, também professora, mas universitária, o principal nesta escola é “tornar os laços de conforto num ambiente seguro para os alunos e alunas, criar laços de confiança e ajudá-los na aquisição de conhecimento que é facilitada neste espaço seguro”.

As ações do quarto dia de campanha da candidata do Bloco de Esquerda à presidência da Câmara de Lisboa termina com uma arruada pelas ruas da Mouraria, onde irá fazer um contacto com a população.

O programa eleitoral do BE tem cinco eixos fundamentais: combate à crise social e à crise económica, garantir habitação a preços acessíveis, responder à emergência climática, transportes e mobilidade, e cultura.

E todas estas políticas “devem ter como recorte o combate à discriminação porque a discriminação também é um fator que cria desigualdade e mantém a desigualdade”, sublinha.

A gratuitidade dos transportes públicos é outra das medidas que defende.

Agência Lusa / CE