O Bloco de Esquerda vai organizar, a 18 de fevereiro, uma conferência nacional para definir os conteúdos programáticos para as autárquicas do próximo outono. As principais candidaturas às câmaras municipais deverão ficar fechadas até ao fim de março.

"Essa conferência pretende precisamente avançar com as bases programáticas das candidaturas autárquicas do Bloco", sublinhou Pedro Soares, dirigente bloquista, em conferência de imprensa em Lisboa, no final de uma reunião da Mesa Nacional do Bloco, órgão máximo entre convenções do partido.

Depois, Pedro Soares definiu como "objetivo" ter até final de março "as principais candidaturas apresentadas", procurando o Bloco no sufrágio deste ano o "aumento da representação autárquica".

O BE não preside atualmente a nenhuma câmara do país, mas Pedro Soares afiança que o partido "nunca foi tão 'sexy' em termos autárquicos como este ano", havendo uma "grande disponibilidade das pessoas para integrarem candidaturas,".

A justificar esse facto, sustenta, estão "fraturas no PS e PSD", que são "bem o exemplo do esgotamento programático" de ambos os partidos a nível local.