as medidas anunciadas - uma linha de financiamento a 50 por cento a fundo perdido - não são suficientes



o Governo devia declarar o estado de calamidade para a região