O presidente do PS afirmou hoje que o líder do PSD, Rui Rio, fez um discurso de encerramento do congresso do seu partido caracterizado pelo "delírio" em alguns momentos, designadamente quando fala de um Governo com ideologia comunista.

Esta posição de Carlos César foi transmitida em reação ao discurso de Rui Rio no 38º Congresso Nacional do PSD, em Viana do Castelo.

Veja também: Rio avisa que quem está na política para receber sai “sem honra e glória”

Tendo ao seu lado o secretário-geral adjunto dos socialistas, José Luís Carneiro, e o presidente da Federação de Viana do Castelo do PS, Miguel Alves, Carlos César considerou que "este congresso do PSD é um pouco mais do mesmo".

O líder do PSD acabou de fazer um discurso que retirou do congelador, dizendo tudo aquilo que podia ter dito em 2015. Acresce que, naquilo que foi inovador, atingiu em algumas fases o delírio. É absolutamente delirante dizer que temos em Portugal um Governo marcado pela ideologia comunista", apontou o ex-líder parlamentar do PS.

Carlos César afirmou depois que o discurso de Rui Rio foi também caracterizado por ter transmitido "inverdades sucessivas, designadamente ao dizer que este Governo partilha de uma situação em que o investimento e as exportações não crescem".

"Não, as exportações e o investimento estão a crescer", contrapôs o ex-presidente do Governo Regional dos Açores.

/ ALM com Lusa