«Lamento que se fale de Coimbra pelas más razões»

Carlos Encarnação e oito vereadores do primeiro executivo liderado por si (2001-2005) foram ouvidos quinta-feira pela Polícia Judiciária, em Coimbra, e na sua maioria constituídos arguidos por alegado crime de prevaricação.

São suspeitos de terem violado a lei no arrendamento de uma parcela do antigo edifícios dos Correios, na avenida Fernão de Magalhães





«Espero que no futuro próximo se comece a falar de Coimbra pelas boas razões







«Isto, claro, vai ter que ter consequências políticas»