A coordenadora do BE, Catarina Martins, acusou PS e PCP de, em 20 anos, não terem respondido à crise da habitação em Loures, considerando que a eleição do primeiro vereador bloquista significaria que este problema seria levado a sério.

“Há uma nova lei de bases da habitação e há o anúncio dos milhões disponíveis do Programa de Recuperação e Resiliência que serão também para a habitação e a pergunta que se vai fazer em cada concelho, em cada freguesia, em cada município é: queremos nós negócios do costume ou queremos resolver mesmo o problema da habitação”, perguntou Catarina Martins no primeiro comício em período oficial de campanha que decorreu esta noite, em Loures.

A líder do BE fez um ataque direto a socialistas e comunistas daquele concelho, que nas últimas duas décadas foram responsáveis pela governação da autarquia.

“Aqui em Loures, sejamos absolutamente claros, nos últimos 20 anos nem PS nem PCP quiseram responder à crise da habitação e preferem tornar invisíveis os problemas que são gritantes e está na altura de enfrentar os problemas e de os resolver”, criticou.

É por isso mesmo que Catarina Martins defende que a eleição de Fabian Figueiredo, ou seja, “a eleição do primeiro vereador do Bloco de Esquerda no concelho de Loures, significa que Loures pode, pela primeira vez, ter um vereador que leva muito a sério o problema da habitação”.

“Temos a lei, temos os meios, o que é preciso é essa vontade política”, defendeu.

Nestas eleições autárquicas de 26 de setembro, na perspetiva da coordenadora bloquista, há “capacidade para mudar”.

“Não há nada pior do que fazer das eleições autárquicas uma espécie de concurso de quem fala menos dos problemas e mais atira anúncios que não resolvem nada na vida das pessoas”, condenou.

Para Catarina Martins, “problemas de décadas têm instrumentos para ser resolvidos”, prometendo determinação do partido que lidera para fazer “esta luta toda”.

O atual executivo de Loures, liderado por Bernardino Soares, é composto por quatro eleitos da CDU (incluindo o presidente), quatro do PS e três da coligação "Primeiro Loures" (PSD/PPM).

Concorrem à Câmara de Loures o atual presidente da autarquia, Bernardino Soares (CDU, coligação que integra o PCP e o PEV), o socialista Ricardo Leão (presidente da Assembleia Municipal de Loures), o social-democrata Nélson Batista (presidente da Junta de Freguesia de Lousa), pelo CDS-PP Jorge Santos, Bruno Nunes (Chega), Filomena Francisco (Iniciativa Liberal), Soraya Ossman (PAN) e João Resa (PCTP-MRPP).

/ PP