«A juventude portuguesa merece toda a minha confiança. A juventude portuguesa não se acomoda, não se resigna e tem ideias positivas e tem condições para abrir uma janela de esperança para o nosso país. Por isso são capazes de ajudar a construir um Portugal mais próspero, mais justo e mais solidário», enfatizou.


«Eles têm conhecimentos avançados nas técnicas, têm criatividade, apostam na inovação, estão abertos à globalização, não receiam a concorrência e estão integrados nas redes globais», justificou.


«Não se confinam ao mercado interno português mas têm a consciência de que, sendo Portugal um país pequeno, há que olhar e começar a olhar desde o início para a internacionalização», observou.








Cavaco distingue Fundação de Serralves



«A este propósito, gostaria de sublinhar a importância que Serralves atribuiu, desde o início, à questão da articulação da produção e divulgação da cultura com a sua inserção no tecido económico, trazendo com frequência essa matéria à reflexão pública e dando o exemplo de uma gestão dinâmica e equilibrada», declarou o Presidente da República.


Redação / MM