O primeiro-ministro afirmou esta terça-feira que aceita as razões invocadas por Cavaco Silva para vetar a nova lei do financiamento dos partidos.

«Compreendo o veto do Presidente da República e as suas razões», afirmou José Sócrates.



O primeiro-ministro considerou «uma boa notícia» que as bancadas parlamentares se encontrem disponíveis para «fazer as alterações na lei de acordo com aquilo que são as razões do Presidente».



«Acho que isso é uma boa notícia», sublinhou Sócrates.
Redação / AM