O cabeça de lista do CDS-PP/Açores às eleições regionais de 14 de outubro, Artur Lima, defendeu o fim das subvenções e reformas vitalícias, desafiando os candidatos do PS e PSD a apoiar a medida.

«Eu queria saber se o PSD está disposto a aprovar a proposta do CDS, que é acabar com as mordomias e regalias que têm deputados, presidentes de câmara, ex-presidentes de câmara e ex-membros do governo, que são as subvenções e reformas vitalícias», frisou neste sábado Artur Lima citado pela agência Lusa.

O líder regional centrista, que é também candidato às eleições regionais, garantiu aprovar «a proposta do PSD para a redução de 25 por cento dos ordenados dos titulares de cargos políticos», mas lançou o «desafio» a Berta Cabral (PSD) e Vasco Cordeiro (PS) para que digam se estão na disposição de acabar com as subvenções e reformas vitalícias, «e, sobretudo, se quem tem direito a elas, passará a não ter».

«Isto é que são verdadeiras benesses, verdadeiras regalias e verdadeiras mordomias, adquiridas ao longo do tempo em que o PSD foi Governo, em que se vivia no tempo de vacas gordas, e agora os contribuintes que estão em crise e o país que está em crise estão a pagar», salientou.
Redação / PC