O candidato do PSD à Câmara de Lisboa, Santana Lopes, recusou esta quarta-feira responder ao socialista Miguel Coelho que o responsabilizou pelo chumbo da contracção de um empréstimo. Santana Lopes disse que só fala sobre a cidade com António Costa.

«Eu só falo sobre Lisboa com o Dr. António Costa, eu quando falar sobre Lisboa é com quem é candidato», disse Pedro Santana Lopes à agência Lusa.

«Não vou entrar em debate com mais ninguém», acrescentou o ex-primeiro-ministro e candidato do PSD à presidência da Câmara Municipal de Lisboa nas eleições autárquicas deste ano.

O PSD chumbou terça-feira na Assembleia Municipal de Lisboa a contracção de um empréstimo de curto prazo no valor de 36 milhões de euros para pagar dívidas a fornecedores.

O líder da bancada do PS, Miguel Coelho, classificou o chumbo do empréstimo como uma «declaração de guerra do PSD às pequenas e médias empresas», acusou os sociais-democratas de «gestão eleitoralista» e responsabilizou Pedro Santana Lopes.

Miguel Coelho alegou que é «lícito» responsabilizar o candidato do PSD pelo sentido de voto dos deputados municipais. «Não acreditamos que não tenham consultado o candidato para pedir indicação de voto. Regressou o exercício da irresponsabilidade à cidade de Lisboa», defendeu.