Câmara contesta decisão da CP