A dirigente socialista Maria Antónia Almeida Santos vai substituir o vice-presidente da bancada do PS João Galamba no cargo de porta-voz, disse esta sexta-feira à agência Lusa fonte oficial deste partido.

Maria Antónia Almeida Santos já fazia parte da Comissão Permanente do PS, o chamado "núcleo operacional" deste partido, que é liderado pela secretária-geral adjunta, Ana Catarina Mendes e que foi constituído logo após a formação do atual Governo minoritário socialista.

Atual vice-presidente da Comissão Parlamentar de Saúde, Maria Antónia Almeida Santos é a principal responsável pelo projeto dos socialistas para a legalização da morte medicamente assistida.

Na sequência do Congresso da Batalha, entre hoje e domingo, João Galamba abandona a Comissão Permanente dos socialistas, onde era o porta-voz, fazendo apenas parte do Secretariado Nacional do PS, o órgão de direção formal deste partido e que é liderado por António Costa.

Da Comissão Permanente do PS saiu também o deputado e dirigente socialista Porfírio Silva, que, no entanto, vai continuar no Secretariado Nacional.

 

PS: sete membros do Governo entram no novo Secretariado Nacional

O líder do PS, António Costa, decidiu promover ao Secretariado Nacional, o órgão de direção formal deste partido, sete membros do seu Governo, disse hoje à agência Lusa fonte oficial socialista.

Entram para o Secretariado Nacional do PS o ministro das Infraestruturas e Equipamento, Pedro Marques, e os secretários de Estado Alexandra Leitão, Ana Mendes Godinho, Graça Fonseca, Marcos Perestrello, Mariana Vieira da Silva e Pedro Nuno Santos.

Com esta nova equipa, o secretário-geral do PS [António Costa] pretende renovar e reforçar politicamente o Secretariado Nacional, tendo em vista os três atos eleitorais de 2019: regionais da Madeira, europeias e legislativas", adiantou a mesma fonte socialista.

Rui Pena Pires e Maria da Luz Rosinha na Comissão Permanente do partido

O professor universitário Rui Pena Pires e Maria da Luz Rosinha são os novos membros da Comissão Permanente do PS, o órgão operacional da direção deste partido e que é liderado pela secretária-geral Adjunta, Ana Catarina Mendes.

Fonte oficial do PS adiantou à agência Lusa que, tal como preveem os estatutos do PS, tanto a Comissão Permanente, como o Secretariado Nacional - os dois órgãos de direção restrita dos socialistas -, serão eleitos na primeira reunião da Comissão Nacional após congresso da Batalha, que decorre entre hoje e domingo.

Todos os membros da Comissão Permanente do PS integram igualmente o Secretariado Nacional deste partido.

Rui Pena Pires, professor universitário no ISTE, é sociólogo e já fazia parte do Secretariado Nacional do PS desde 2016.

Investigador do Centro de Estudos e Investigação de Sociologia, o novo membro da Comissão Permanente do PS tem desempenhado as funções de coordenador do Observatório da Emigração desde 2009.

Rui Pena Pires integrou o Conselho de Administração do Observatório Europeu do Racismo e Xenofobia da União Europeia (entre 2006 e 2007) e o Conselho de Administração da Agência de Direitos Fundamentais da União Europeia (2007/2010).

É autor e coautor de diversas publicações como "Um atlas das migrações internacionais" (2010), bem como do relatório anual sobre emigração portuguesa (desde 2014).

Por sua vez, Maria da Luz Rosinha, que ficará como o pelouro das autarquias, desempenhou as funções de presidente da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira e já pertencia ao Secretariado Nacional deste partido.

Na Comissão Permanente do PS mantêm-se em funções Francisco André (Relações Internacionais), Hugo Pires (Organização), Luís Patrão (administração e finanças), Maria Antónia Almeida Santos (porta-voz) e Susana Ramos (trabalho).