O Governo descarta, para já, definir um calendário para a reabertura das discotecas e dos bares, garantindo que novas medidas só depois da reunião no Infarmed, no próximo dia 27.

“Sobre o levantamento de restrições, não estamos num momento em que seja possível”, afirmou Mariana Vieira da Silva, depois do Conselho de Ministros desta quinta-feira.

Antes de pensar em reabrir discotecas ou bares, o Governo espera que "instrumentos" como os certificados digitais ou a obrigatoriedade do teste negativo sejam "estabilizados e avaliados".

A este propósito, a ministra frisou que, a partir desta semana, serão 90 os concelhos que terão de cumprir essa medida.

“Na reunião do próximo dia 27 haverá um novo calendário e um conjunto de medidas para lidar com a pandemia, a partir do momento em que finalmente alcançamos um número significativo de portugueses vacinados.”

Segundo Mariana Vieira da Silva, "a situação continua a degradar-se" no país em termos de matriz de risco, mas a pandemia em Portugal está nesta altura "a crescer a um ritmo inferior do que cresceu na semana passada", além de haver uma "progressão muito significativa" de pessoas vacinadas.

"A situação está controlada do ponto vista da resposta do SNS, mas importa conter a fase de crescimento de casos."

Catarina Pereira