A covid-19 está em Portugal desde março. Já fez quase 70 mil infetados e provocou perto de duas mil mortes. Uma publicação muito partilhada nas redes sociais sugere que esta é uma doença que não afeta a classe política. Mas será mesmo assim?

No Facebook circula um texto onde é passada essa ideia de que não houve, até ao momento, qualquer político infetado com o novo coronavírus. O texto, que tem 12 pontos, teve mais de 50 mil visualizações em apenas dois dias.

Refere o texto que a covid-19 já contaminou bombeiros, médicos, canalizadores, mas que nunca chegou a políticos, profissão que é considerada na publicação como a "mais segura".

Numa análise de apuramento dos factos, o programa de fact checking Hora da Verdade, em parceria com o Observador, identificou pelo menos oito titulares de cargos políticos portugueses que foram diagnosticados com covid-19. É verdade que ainda não houve nenhum deputado ou membro do Governo infetado, mas a classe política não se fica por aí.

No dia 21 de março, mês em que a pandemia chegou a Portugal, a presidente da Câmara Municipal de Matosinhos e antiga deputada do PS, Luísa Salgueiro, foi diagnosticada com o novo coronavírus.

No mesmo executivo camarário, um vereador também foi infetado, tendo sido internado no Hospital Pedro Hispano.

Poucos dias depois, o presidente da junta de freguesia de Canhas de Senhorim também era contagiado.

No mês de julho foi detetado um surto na Câmara Municipal de Paços de Ferreira, e o presidente da autarquia foi um dos diagnosticados.

Os restantes quatro casos foram detetados já em setembro. O presidente da Câmara Municipal de Sernancelhe, o presidente de uma freguesia de Braga, um vereador de Gondomar e um vereador de Ponte da Barca também testaram positivo à covid-19.

Após apuramento dos factos, a escala de avaliação da Hora da Verdade conclui que a ideia de que não há políticos infetados com covid-19 é errada.

António Assis Teixeira / Parceria TVI/Observador