O secretário de Estado Adjunto e da Saúde disse, esta segunda-feira, que acompanha a mesma visão do Presidente da República sobre o eventual fim do uso obrigatório da máscara ao ar livre.

Apesar da lei da Assembleia da República estar em vigor até 12 de setembro, Lacerda Sales acredita que, mesmo depois dessa data, a decisão será "ao nível pessoal e da consciência de cada um". 

Eu, pessoalmente, acompanho o senhor Presidente da República. (...) Eu diria que há sempre decisões que são pessoais, de bom senso, de equilíbrio e que muitas das vezes, provavelmente, cada um de nós equacionará perante grandes aglomerados ou em espaços fechados poder manter a máscara, obviamente que isso não acontecerá em espaços abertos com pouca gente."

 

Ficará muito ao nível pessoal e da consciência de cada um", acrescentou. 

Portugal tem atualmente 80% da população com pelo menos uma dose da vacina contra a covid-19 e 72% com o esquema vacinal completo.

No último fim de semana, 21 e 22 de agosto, foram vacinados cerca de 150 mil jovens com idades entre os 12 e os 15 anos. O secretário de Estado olha para este número como "uma grande lição de maturidade".

Lacerda Sales disse ainda que Portugal deve atingir os 85% a população com vacinação completa entre a terceira e quarta semana de setembro, começando a vacinação da gripe em meados de outubro. 

Cláudia Évora