A central nuclear espanhola de Almaraz foi outro dos temas que marcou o debate quinzenal, esta terça-feira. Os Verdes apelaram ao Governo para que "não se encolha em Espanha" e para que defenda o encerramento da central. 

"Se há algo que este Govenro não pode ser acusado é de passividade. Relativamente a Almaraz agimos forçando Espanha a apresentar a documentação que não tinha sido apresentada e submetemo-la a uma avaliação", afirmou o primeiro-ministro, António Costa.

Questionado pela deputada Heloísa Apolónia sobre se o tema ia fazer parte da agenda da cimeira ibérica que se realiza na próxima semana, Costa respondeu:

"Não vamos tratar estes temas na cimeira porque estes temas têm sido tratados diretamente pelo ministro dos Negócios Estrangeiros, pelo seu homólogo espanhol, por mim e pelo chefe do governo de Espanha."

Catarina Martins também falou sobre Almaraz acusando Espanha de "falta de respeito" por Portugal.

"O que Espanha esta a fazer é, não só um perigo do ponto de vista energético e de segurança, como uma falta de respeito pelo país vizinho, que não pode passar sem uma nota forte do Governo português, exigindo o encerramento de Almaraz na próxima cimeira ibérica."

O tema também foi levado a debate pelo líder da bancada social-democrata, Luís Montenegro.

"Sabemos que o Governo criou um grupo de trabalho, mas vai dar ou não cumprimento a uma resolução para encetar as diligências para encerrar a central nuclear? Vão ou não dar cumprimento a essa resolução que é unânime no Parlamento?", questionou Montenegro.

Costa garantiu que o Governo já está "a dar execução" à recomendação, fazendo-o "pelos meios próprios" que são "junto do governo de Espanha".

VEJA TAMBÉM: