A porta-voz de José Sócrates, Teresa Pina, afirmou, este domingo, que o ex-primeiro-ministro nega ter contactado deputados do PS para que votem contra o Orçamento e diz que o seu nome está a ser alvo de «instrumentalização».

Na edição deste domingo, o jornal «Público» refere em primeira página que «José Sócrates pede a deputados do PS para chumbarem o Orçamento», aludindo a telefonemas para «deputados que lhe são próximos».

Em declarações à agência Lusa, Teresa Pina, ex-jornalista da SIC e ex-assessora do primeiro-ministro, explicou que «a notícia é falsa». «José Sócrates não tem, nem pretende ter, actividade política. José Sócrates lamenta a notícia, que não passa de uma instrumentalização do seu nome ao serviço de objectivos políticos que desconhece», acrescentou a porta-voz do ex-primeiro-ministro.

Teresa Pina adianta ainda que o ex-primeiro-ministro não foi ouvido pelo jornal Público.
Redação / MM