«O PS tem uma atitude de total falta de decoro, falta de respeito pelos sacrifícios dos portugueses e de um enorme cinismo político. Estamos a falar do partido que lançou o país na bancarrota, que destruiu o país económica e socialmente, e que agora se vem queixar das consequências que essa destruição provocou, como se fosse possível, depois da situação em que nos deixaram, que não tivesse havido qualquer tipo de consequências», declarou o deputado do PSD Miguel Santos aos jornalistas, no parlamento.




«2013 foi o ano da viragem. 2014, quando sair o relatório, com os dados que existem e que já estão confirmados, será certamente um ano muito melhor, e 2015 melhor ainda», sustentou.










CDS-PP expressa convicção de que risco de pobreza diminuiu face a 2013

«Temos a convicção que os números hoje são diferentes dos números apresentados no relatório do INE que são respeitantes a 2013. A descida da taxa de desemprego implica que dezenas de milhares de famílias saíram de situação de pobreza ou de limiar de pobreza», afirmou Artur Rego.

«Sendo números preocupantes, fica-nos a esperança, acompanhada da convicção que queremos transmitir a todos os portugueses, de que os números para 2014 apresentarão já uma realidade relativa aos índices de pobreza em Portugal, substancialmente diferente daquela que agora é apresentada para o ano de 2013», declarou.


«Estamos a falar de pessoas, não estamos a falar de números. Estamos a falar de crianças, estamos a falar de pessoas idosas, deve ser tratado com a dignidade que essas pessoas merecem. Até por isso, achamos lamentável que o PS tenha feito as declarações que fez, fazendo um aproveitamento político, um aproveitamento propagandístico, quase eleitoral», acusou.