O ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, insistiu que não é competência do Governo “organizar festejos”, mas apenas garantir o modelo operacional de segurança dos eventos.

“Não cabe ao Governo fazer festejos ou organizá-los. Cabe garantir o quadro de segurança que a PSP, no contexto de uma iniciativa do clube [Sporting], garantiu em condições extremamente difíceis e foram objeto de análise num inquérito que é público”, declarou Eduardo Cabrita.

O governante deslocou-se esta sexta-feira ao Funchal para marcar a conclusão do Sistema de Vigilância Costeira da Madeira, tendo sido questionado pelos jornalistas à margem da cerimónia de inauguração de uma lancha.

Eduardo Cabrita rejeitou que exista “alguma validação dos festejos” por parte do Ministério da Administração Interna, relacionados com a conquista do título de campeão por parte do Clube Sporting de Portugal.

“Isso é um delírio de quem diz isso!”, declarou.

O governante complementou que os festejos são "iniciativa do clube”, tendo o modelo sido definido entre a coletividade e a Polícia de Segurança Pública, cabendo a esta força “garantir o modelo de segurança” do evento.

/ CP