A Assembleia vai avaliar «obrigatoriamente os votos nulos». É necessário «verificar se estão segundo o critério uniforme» determinado pela lei, assim como os votos protestados.


Em causa, está a exigência da CDU-Madeira na recontagem dos votos. PCP e PEV acreditam que ainda podem tirar a maioria absoluta ao PSD se, na recontagem dos votos nulos, arrecadarem os cinco que faltam para eleger um terceiro deputado.

Os sociais-democratas seguraram a maioria absoluta ao vencer as eleições de domingo com 44,33% das preferências dos eleitores que votaram, conseguindo eleger o 24º deputado para o efeito. Se o perderem, ficam apenas com maioria relativa.

Fonte da CNE disse à TVI24 que, tendo em conta que o critério para definição de um voto nulo «é mais ou menos objetivo», «não será muito fácil» encontrar cinco votos válidos na CDU. «Mas pode acontecer», admitiu.

Os passos que se seguem

A assembleia vai reunir-se no Palácio de São Lourenço, a residência oficial do representante da República nesta região autónoma. É