"É um orçamento de contenção, prende-se com o respeito que temos pelos portugueses que fizeram sacrifícios e passaram tempos difíceis nestes quatro anos", afirmou António Carlos Monteiro, em declarações à agência Lusa.






"Regista-se ainda uma diminuição de 75% na rúbrica de brindes e outras ofertas, uma diminuição de 57% na rúbrica de propaganda e comunicação impressa e digital e diminuições em todas as rúbricas em relação à despesa tida com as campanhas eleitorais anteriores para eleições legislativas", refere ainda a mesma fonte, que salienta que o procedimento de controlo financeiro "é transparente e aberto", tendo sido efetuadas consultas a um mínimo de três fornecedores para cada aquisição de bens e serviços.

"Será uma campanha de rigor nas contas, tendo sido feita uma orçamentação rigorosa face ao planeamento da campanha, evitando-se, desta forma, derrapagens nas contas de campanha", refere o partido.