O PSD vai apresentar às próximas europeias uma lista paritária, que integra como número três o atual eurodeputado José Manuel Fernandes, a ex-ministra Graça Carvalho em quarto e o presidente da Câmara da Guarda, Álvaro Amaro, em quinto.

De acordo com a proposta da Comissão Política Nacional ao Conselho Nacional, que a votará a partir das 21:00, anunciada pelo presidente do PSD, Rui Rio, a eurodeputada Cláudia Aguiar, indicada pela Madeira, será a sexta candidata do PSD ao Parlamento Europeu, seguida, no sétimo lugar – já considerado de eleição incerta - pelo atual eurodeputado Carlos Coelho.

Tal como anunciado, os Açores não indicaram qualquer nome para a lista do PSD, depois de lhes ter sido atribuído pela direção nacional o oitavo lugar.

De acordo com Rui Rio, no total, a lista de 21 efetivos e oito suplentes integrará 15 mulheres e 14 homens.

Pela primeira vez, uma lista ao Parlamento Europeu terá mais mulheres que homens”, destacou, em declarações aos jornalistas, no final da Comissão Política, que decorreu em Coimbra.

Paulo Rangel já tinha sido anunciado no início de fevereiro como cabeça de lista do PSD às europeias de 26 de maio, lugar que já ocupou em 2009 e 2014, e, na segunda-feira, Rui Rio indicou que a número dois seria Lídia Pereira, presidente da juventude do Partido Popular Europeu.