O líder da bancada parlamentar do PS, Francisco Assis, manifestou-se, na quinta-feira, contra a medida compensatória aprovada pelo Governo Regional dos Açores para compensar os cortes salariais.

Francisco Assis começou por frisar o «respeito pelas autonomias nacionais», mas deu uma no cravo e outra na ferradura. Se, por um lado, valorizou o «acerto da governação económica e financeira» do socialista Carlos César, que lhe permitiu aprovar o regime compensatório, referiu que as «decisões políticas têm componentes simbólicas importantes» e era «preferível que os Açores não tivessem tomado essa decisão».
Redação / CF