O Ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, anunciou, esta segunda-feira, o fecho das fronteiras com Espanha e a suspensão de voos e ligações ferroviárias e náuticas com Espanha.

Eduardo Cabrita garantiu que a partir das 23:00, as fronteiras entre Portugal e Espanha passam a estar fechadas.

“As fronteiras terrestres entre Portugal e Espanha serão a partir das 23:00 de hoje (24:00 em Espanha) sujeitas aos controlos” e apenas nove pontos de fronteira vão estar em funcionamento, disse o ministro.

Eduardo Cabrita ressalvou que todas as deslocações que “não sejam de mercadorias ou de trabalho" vão estar impedias a partir desta noite entre Portugal e Espanha.

“Estão impedidas todas as deslocações turísticas e de lazer entre os dois países”, disse, referindo que nos nove pontos de fronteira “apenas será autorizada” a circulação de veículos de mercadorias, pessoal diplomático, acesso a cuidados de saúde e saída de cidadãos estrangeiros que residam em outras países da União Europeia.

Segundo o Ministério da Administração Interna, os pontos de fronteira em funcionamento são Valença-Tuy, Vila Verde da Raia-Verín, Quintanilha-San Vitero, Vilar Formoso-Fuentes de Oñoro, Termas de Monfortinho-Cilleros, Marvão-Valência de Alcântara, Caia-Badajoz, Vila Verde de Ficalho-Rosal de la Frontera e Vila Real de Santo António-Ayamonte.

O ministro anunciou também que a partir das 23:00 de hoje vai ser suspenso o tráfego aéreo entre Portugal e Espanha, bem com as ligações ferroviárias e as duas ligações fluviais que existem no Minho e no Algarve.

“Foi decidido que seria suspenso o tráfego aéreo entre os dois países a partir do final do dia de hoje. A partir de hoje não teremos voos entre os aeroportos nacionais e os aeroportos espanhóis”, disse Eduardo Cabrita, acrescentando que estão também suspensas a atracagem de embarcações de recreio e desembarque de passageiros em marinas.

“Estas restrições correspondem às regras europeias de gestão de fronteiras e integram-se nas orientações hoje aprovadas na reunião de ministros da Saúde e da Administração Interna” da União Europeia, afirmou ainda.

O tráfego aéreo entre Portugal e Espanha apenas é permitido a aeronaves do Estado e das Forças Armadas, voos para transporte de carga e correio, de caráter humanitário ou de emergência médica.

Espanha fecha fronteiras terrestres para controlar a pandemia

O Governo espanhol restabelece a partir da meia-noite de hoje os controlos nas fronteiras terrestres e só permitirá o acesso a cidadãos espanhóis, residentes em Espanha, trabalhadores fronteiriços, transporte de mercadorias e casos de força maior.

A medida, que vai permanecer em vigor até ao final do atual estado de emergência no país, foi anunciada em conferência de imprensa pelo Ministro do Interior (Administração Interna), Fernando Grande-Marlaska, depois de participar numa videoconferência com os seus congéneres e os ministros da Saúde da União Europeia.

"O objetivo não é outro senão proteger a saúde e a segurança dos cidadãos e conter a propagação do coronavírus", disse o responsável governamental.

Em Portugal, 331 pessoas foram infetadas e a primeira vítima mortal foi confirmada hoje.

O coronavírus responsável pela pandemia da Covid-19 infetou cerca de 170 mil pessoas, das quais 6.500 morreram.

Das pessoas infetadas em todo o mundo, mais de 75 mil recuperaram da doença.

Andreia Miranda Nuno Mandeiro / Notícia atualizada às 19:12