O PSD quer ouvir o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, "com caráter de urgência", na Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias, sobre as conclusões do relatório da Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI) aos festejos do Sporting.

O grupo parlamentar entregou já um requerimento nesse sentido, indicaram os sociais-democratas nesta segunda-feira, em comunicado enviado às redações, considerando que Eduardo Cabrita não leu bem o documento.

Dois meses após os festejos do Sporting, o ministro deu uma conferência de imprensa na passada sexta-feira sobre o inquérito realizado, da qual se conclui que o Ministro da Administração Interna tresleu o relatório da IGAI e procurou, como tem feito noutros casos, transferir para outros as responsabilidades que são suas”, defende o PSD.

Os sociais-democratas referem-se às afirmações de Eduardo Cabrita de que a decisão do modelo dos festejos "foi do Sporting e da Câmara Municipal de Lisboa", "acusando ainda o clube de não responder aos pedidos de esclarecimento da IGAI, no âmbito do referido inquérito".

Considerando a passagem de responsabilidades públicas relativas a esta situação, bem como as informações que se contradizem entre si que têm vindo a público, o Grupo Parlamentar do PSD considera que toda esta situação deve ser devidamente esclarecida, e neste sentido solicita ao Senhor Presidente as diligências necessárias à audição do Senhor Ministro da Administração Interna sobre esta matéria, com carácter urgente, na Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias", justifica o PSD.

Na sexta-feira, questionado sobre as responsabilidades dos festejos, Eduardo Cabrita respondeu que as comunicações sobre manifestações são apresentadas às câmaras municipais, não tendo o Ministério da Administração Interna qualquer competência de proibição de manifestação,

Eduardo Cabrita também elogiou a atuação da PSP, que, “face a esta situação abusiva do direito de manifestação, adotou as medidas que entendeu adequadas”.

O Sporting sagrou-se campeão a 11 de maio, 19 anos após a última conquista, e durante os festejos ocorreram confrontos entre adeptos e polícia, além do incumprimento das medidas de distanciamento, proteção individual e consumo de bebidas alcoólicas na via pública devido à pandemia de covid-19.

Veja também:

Catarina Machado