O Conselho Nacional do CDS-PP aprovou a convocatória do 29.º Congresso do partido para os dias 27 e 28 de novembro, com 64% de votos a favor e 29% contra, disse à Lusa fonte oficial do partido.

De acordo com a mesma fonte, votaram a favor da proposta apresentada pela direção 145 conselheiros (64%), contra 65 conselheiros (29%) e 16 abstiveram-se (7%).

Também o regulamento da reunião magna e o regulamento para a eleição dos congressistas foram aprovados na reunião de hoje do órgão máximo entre congressos.

O Conselho Nacional do CDS-PP está reunido por videoconferência e à porta fechada desde cerca das 11:00, para analisar os resultados das eleições autárquicas e marcar o 29.º Congresso do partido, que será antecipado.

São candidatos à liderança do CDS o atual líder, Francisco Rodrigues dos Santos, e o eurodeputado centrista e presidente da distrital de Braga, Nuno Melo.

Comissão organizadora aprovada

O Conselho Nacional do CDS-PP aprovou hoje a constituição da Comissão Organizadora do Congresso (COC), que será presidida pelo secretário-geral do partido, Francisco Tavares, disse à Lusa fonte oficial do partido.

A composição da COC do 29.º Congresso do CDS-PP mereceu 174 votos a favor, 14 contra e 36 abstenções, segundo a mesma fonte.

A lista, à qual a agência Lusa teve acesso, é encabeçada pelo secretário-geral do partido, Francisco Tavares, seguido do secretário-geral adjunto João Pinto Campelos, e também Diogo Carvalho e Luís Machado.

Tomás Amaro Monteiro será o representante da Juventude Popular, Amélia Mestre da Federação dos Trabalhadores Democrata-Cristãos e Pedro Teixeira da Tendência Esperança em Movimento.

Também integram a COC Pedro Magalhães, pela candidatura de Nuno Melo, e Filipa Correia Pinto, pela do atual líder, Francisco Rodrigues dos Santos.