O presidente do CDS-PP, Francisco Rodrigues dos Santos, anunciou que vai submeter ao Conselho Nacional uma moção de confiança à sua direção, com o objetivo de "confirmar a legitimidade política" da sua liderança.

"Estou pronto para confirmar a legitimidade política da minha liderança no tempo e no lugar próprios. Por isso solicitei ao presidente do Conselho Nacional que convocasse uma reunião [daquele que é o órgão máximo entre congressos] onde apresentarei uma moção de confiança à Comissão Política Nacional do CDS", afirmou.

O líder centrista fez hoje uma declaração aos jornalistas e disse que não responderia a perguntas, na sede nacional do CDS, em Lisboa, e confirmou a notícia avançada pelo jornal 'online' Observador.

Na semana passada, depois de consultar a comissão política nacional, o presidente do CDS-PP decidiu convocar um Conselho Nacional, mas na altura não revelou se um dos pontos em análise seria a realização de um congresso eletivo.

Na quarta-feira, num artigo de opinião, o antigo vice-presidente do CDS-PP Adolfo Mesquita Nunes propôs a realização de um Conselho Nacional para discutir a convocação de um congresso antecipado antes das eleições autárquicas, e eleições para a liderança do partido, defendendo estar em causa uma "crise de sobrevivência" que esta direção (que está a meio do mandato) "não conseguirá" resolver.

Dias depois, numa entrevista ao jornal Público divulgada no sábado, Mesquita Nunes anunciou que será candidato caso seja marcado esse congresso.

/ CP