Os cartazes e outdoors da Iniciativa Liberal têm primado pela originalidade, o que levou o humorista a questionar o candidato sobre o que preferia: conseguir eleger um deputado ou vencer o prémio da Meios&Publicidade...

Antes disso, Carlos Guimarães Pinto quis dissipar alguns dos preconceitos sobre o liberalismo, especialmente no que diz respeito aos pobres. O candidato a deputado deu o exemplo da Irlanda, onde o salário mínimo é de 1.600 euros. Se um pobre, na Irlanda, ganha 1.600 euros... sempre é mais do que a classe média em Portugal, onde o salário anda pelo 900 ou 1.000 euros.

Carlos Guimarães Pinto contrapôs ainda: quem gosta de pobres são os socialistas, uma vez que se multiplicam nos países onde o socialismo impera.

No que aos impostos diz respeito, Ricardo Araújo Pereira questionou o presidente da Iniciativa Liberal sobre a taxa única de IRS para todos. Segundo o humorista, vai sobrar mais dinheiro para os portugueses comprarem melhores carros... mas vão estragá-los porque a câmara municipal vai deixar de ter dinheiro para arranjar as estradas. Guimarães Pinto responde ao dizer que prefere pagar menos impostos e os portugueses terem bons carros do que os portugueses pagarem mais impostos e os governantes terem melhores carros.