Rui Leão, Luís Scartnegro, Luís Morais Sarmentimon e Pumbacheco Pereira são as principais personagens desta historinha e o resultado foi o que se pode ver no programa desta noite.

Mas não é só PS e PSD que não se entendem… Os portugueses ainda não sabem bem como vai chamar-se o novo governo. Aranhonça, flexigonça, paningonça, gerinpança, gerinsonça… há nomes para todos os gostos, mas Ricardo Araújo Pereira está farto, mas deixa uma sugestão, no mínimo, original.

Que tal “governo”? É que até àquilo a que Santana Lopes presidiu chamaram de governo, portanto…

Outra coisa que também irrita bastante Ricardo Araújo Pereira é quando os jornalistas inventam coisas novas para perguntar às pessoas à boca das urnas.

Nas eleições de dia 6, além da habitual sondagem à boca das urnas, os jornalistas decidiram perguntar quando é que os eleitores tinham decidido em quem iam votar.

Manuela Ferreira Leite e o défice... sempre o défice

Na entrevista a Manuela Ferreira, Ricardo Araújo Pereira recordou quando Jorge Sampaio disse à antiga presidente do PSD que havia vida além do défice. A também comentadora política continua a discordar do antigo presidente da República e acredita que não há vida além do défice. Ferreira Leite confessou que não vai dormir à noite sem saber como está o défice, que lhe dá uma paz de alma igual à que sente quando vai a Fátima.

Manuela Ferreira Leite comentou ainda o estado atual do PSD, a guerra de sucessão (ou não) a Rui Rio e concordou que o partido se tornou, realmente, uma gaiola de malucas.