O Governo vai propor ao Presidente da República a nomeação do atual chefe do Estado-Maior da Armada, almirante António Silva Ribeiro, como Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas (CEMGFA), substituindo o general Pina Monteiro.

Por sua vez, o Governo vai propor o vice-almirante Mendes Calado para suceder a António Silva Ribeiro na chefia da Marinha, disseram à Lusa fontes da área da Defesa.

A nomeação para Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas foi uma das deliberações tomadas no Conselho de Ministros desta quinta-feira e anunciada aos jornalistas em conferência de imprensa pela ministra da Presidência, Maria Manuel Leitão Marques.

Foi aprovada a deliberação que propõe a sua excelência o Presidente da República, ouvido o Conselho de Chefes de Estado-Maior, através do ministro da Defesa Nacional, a nomeação do almirante António Silva Ribeiro, atual chefe do Estado-Maior da Armada, como Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas", é referido no comunicado do Conselho de Ministros.

O general Pina Monteiro, que exerce o cargo exerce de CEMGFA desde 7 de fevereiro de 2014, termina o mandato em 1 de março, dia em que completa 66 anos e "passará à reforma, por força do estabelecido no Estatuto dos Militares das Forças Armadas".

De Pombal ao Seixal

O Almirante António Silva Ribeiro nasceu a 14 de outubro de 1957, em Pombal. É casado, tem dois filhos adultos e vive no Seixal, segundo refere a sua biografia publicada na página na internet da Marinha Portuguesa.

Hoje com 60 anos, Silva RIbeiro "ingressou no Curso de Marinha da Escola Naval em 1974, tendo obtido a licenciatura em Ciências Militares-Navais".

Foi promovido ao posto de guarda-marinha em outubro de 1978 e especializou-se em Hidrografia. Possui o Doutoramento em Ciência Política e o Mestrado em Estratégia. Possui, igualmente, o Curso Geral Naval de Guerra, o Curso Complementar Naval de Guerra e o Curso de Promoção a Oficial General.

Além da carreira militar, Silva Ribeiro é ainda docente universitário, como "catedrático convidado do Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas e professor militar da Escola Naval".