O presidente do Governo Regional da Madeira quer eleições autárquicas e legislativas no mesmo dia. Citado pela agência Lusa, Alberto João Jardim considerou esta quinta-feira que as «pessoas estão fartas de passar a vida» em actos eleitorais.

«Este país não pode andar a delapidar dinheiro, energia e esforços para se andar constantemente nisto de eleições», declarou o líder madeirense, à margem da cerimónia de entrega de uma nova viatura à corporação dos Bombeiros Municipais do Funchal.

O líder madeirense defendeu que «o bom senso manda que [as eleições] sejam no mesmo dia».

Se as duas eleições se realizarem em datas diferentes, sustentou Jardim, «preparem-se outra vez para uma grande abstenção nas eleições que vierem em segundo lugar, porque as pessoas estão fartas deste sistema político e de passar vida em eleições».

O presidente do Governo Regional da Madeira argumentou depois que o cenário de eleições em separado não favorece os partidos pequenos e também não beneficia o PS.

«Não interessa aos partidos pequenos porque ganham com a abstenção», explicou.

«Também não interessa ao PS porque tem medo que o voto autárquico tenha fortes reflexos no voto nacional, na medida em que o partido que tem maior número de votos de câmaras municipais é o PSD», apontou.
Redação / AR