A Iniciativa Liberal já não tem candidato autárquico a Lisboa. Miguel Quintas tinha sido o nome escolhido pelo partido, mas retirou-se, esta terça-feira, por “motivos pessoais”.

A candidatura tinha sido apresentada no último sábado pelo presidente da Iniciativa Liberal, João Cotrim Figueiredo.

Miguel Quintas, que se apresentou no passado sábado como cabeça de lista da Iniciativa liberal à Câmara Municipal de Lisboa, retira-se, por motivos pessoais, dessa mesma candidatura”, pode ler-se no comunicado da Iniciativa Liberal.

A Iniciativa Liberal explica que a escolha da candidatura ocorreu “no âmbito do Núcleo de Lisboa da Iniciativa Liberal, Miguel Quintas utilizou a sua vasta experiência profissional e competência na elaboração do programa eleitoral autárquico”.

A decisão de Miguel Quintas já foi aceite pelos órgãos locais e nacionais do partido. Os liberais vão agora “ponderar e decidir sobre o novo candidato do partido no processo autárquico em Lisboa”.

No sábado, a Iniciativa Liberal recusou integrar a coligação autárquica à Câmara de Lisboa encabeçada por Carlos Moedas e decidiu apresentar então o candidato próprio, Miguel Quintas, anunciado pelo presidente do partido, João Cotrim Figueiredo, em frente à Câmara de Lisboa.

A decisão foi tomada pela Comissão Executiva que se reuniu no sábado, por proposta do núcleo de Lisboa da Iniciativa Liberal, tendo sido anunciado igualmente o nome que iria ocupar o segundo lugar na lista dos liberais, Ana Pedrosa-Augusto, que foi vice-presidente eleita no primeiro congresso do Aliança, tendo ambos os candidatos discursado na ocasião.

Que não fiquem dúvidas nenhumas: é uma decisão difícil, mas certa e que o grande objetivo que temos ao tomá-la é tirar da câmara o PS que há 14 anos a governa e o atual presidente que há seis anos a governa", sublinhou então o presidente e deputado dos liberais.

Nuno Mandeiro .