Portugal está disponível para receber refugiados afegãos, disse o ministro da Defesa, João Gomes Cravinho à TVI.

Sublinhando que o Governo acompanha a situação naquele país "com grande preocupação", onde os talibãs estão prestes a retomar o poder, o ministro afirmou ainda que, para já, Portugal não vai enviar militares nem vai participar na retirada de pessoas do Afeganistão. 

"Acompanhamos com grande preocupação" a situação no Afeganistão, disse João Gomes Cravinho.

"Neste primeiro momento" o Governo português está "a dar conta às autoridades da UE, da NATO e das Nações Unidas" da sua "disponibilidade para apoiar, para receber afegãos em território português".

O número de refugiados a receber em Portugal ainda está a ser avaliado mas, segundo disse, "há 243 funcionários afegãos, mais as suas famílias, o que dá cerca de mil pessoas que precisarão de sair do país" e que serão depois distribuídos pelos vários países.

Luís Varela de Almeida