“Há aqui coincidências temporais que são de facto esquisitas. Mas não me parece que haja uma relação de comando mecânico entre a Justiça e o poder. […] Espero que ele [Sócrates] possa provar a sua inocência.”




“Acho isto absolutamente inaceitável. Ninguém conhece as acusações ao fim de seis meses e meio. Que mal está a nossa justiça! Só uma pessoa com muita ma fé pode dizer que há perigo de fuga e o perigo de continuação de uma atividade criminosa está completamente fora de causa.”


“O texto de ontem é de uma grande dignidade. Revela coragem e firmeza de carater. “


vai continuar em prisão preventiva.
Redação / SS