As confissões de campanha com Judite de Sousa continua. Depois de Pedro Passos Coelho, esta quarta-feira foi a vez de Paulo Portas. A jornalista acompanhou o líder do CDS durante várias horas.

O desafio é, em plena actividade politica, arranjar espaço para uma conversa mais pessoal, nos bastidores da campanha. O dia foi passado entre o Porto, Famalicão e Gaia.

A conversa foi mesmo intimista e levou Paulo Portas a emocionar-se quando recordou os momentos difíceis vividos com o seu irmão, Miguel, que teve de ultrapassar uma doença complicada.

Pelo meio, e quando seguiam de automóvel, o líder do CDS revelou o que tem estado a ouvir. «Descobri este autor russo [ndr: na verdade é austríaco], Parov Stelar, e acho excelente».