A presidente do PSD, Manuela Ferreira Leite, acusou esta quinta-feira o PS de colocar os interesses partidários acima do interesse nacional no processo de escolha do novo provedor de Justiça, noticia a Lusa.

«Quando, numa matéria de Estado, se põe os interesses partidários acima daquilo que é o interessa nacional, dá resultados destes», disse Manuela Ferreira Leite, instada pelos jornalistas a reagir à acusação do líder parlamentar do PS.

Alberto Martins acusou esta quinta-feira o PSD de ser um partido com o qual é «muito difícil dialogar, na sequência das divergências entre os dois partidos no que respeita á eleição do novo provedor de Justiça.

Confrontada com as declarações de Alberto Martins, Manuela Ferreira Leite disse que já todos perceberam que o PSD, desde o primeiro dia, está empenhado numa resolução.

A dirigente social-democrata garantiu ainda que o PSD tem trabalhado «de forma discreta, empenhada e sem intervenções de natureza partidária», no sentido de se alcançar uma solução para o problema, ao mesmo tempo que responsabilizava, uma vez mais, os socialistas pelo impasse na escolha do novo provedor de Justiça.
Redação / HB