O ex-diretor-geral da AT 







«Não discuti com os serviços como iam ser feitos os testes. Sei que houve contactos entre os serviços de auditoria e os serviços informáticos, mas, se andavam a escolher universos sensíveis, desconheço isso. (...) Não sei concretamente os perfis, mas sei que um dos critérios referido pelo proponente sobre as pessoas a incluir neste sistema definitivo - não nos testes - era, a título de exemplo, o caso dos titulares de órgãos políticos.»



a posteriori



«Temos aqui uma situação muito importante para resolver que é tentar encontrar mecanismos suplementares que garantam que o acesso à base de dados é única e exclusivamente para o exercício da missão da AT e, ao mesmo tempo, não estabelecer qualquer limitação [aos funcionários] para exercer essa atividade.»














Brigas Afonso esclareceu que não se demitiu

recebeu uma informação interna para criar «medidas preventivas»