O semanário Expresso escreve este sábado que o Luís Amado, ministro dos Negócios Estrangeiros, chamou o embaixador alemão para lhe dar conta do «desprazer» que as declarações de Angela Merkel causaram ao Governo português.

Amado terá entregado um quadro comparativo da OCDE sobre a idade da reforma e férias para o embaixador mostrar na Alemanha. Num comício, a chanceler afirmou que os alemães não devem ir para a reforma mais tarde do que os trabalhadores de países como Espanha, Portugal e Grécia.



No documento conclui-se que, entre 2004 e 2009, Portugal foi o sétimo país com a idade da reforma efectiva mais elevada entre os homens (67 anos) e 12º nas mulheres (63,6 anos). Na Alemanha, foi de 61,8 anos para os homens e 60,5 para as mulheres. Quanto às férias, a Alemanha paga em média 30 dias úteis e Portugal 24,5.
Redação / CLC