O BE salienta que o Estatuto Político-Administrativo dos Açores não prevê «qualquer qualidade institucional de cônjuge do Presidente do Governo», frisando «não compreender que se tenha gasto uma quantia tão avultada