O presidente do Governo Regional da Madeira aconselhou José Sócrates a «ter um certo cuidado» ético, depois da derrota do PS nas eleições europeias.

«Não há problema de legitimidade [do Governo], mas de ética, porque foram eleições para o Parlamento Europeu, pelo que o Governo tem todo o direito de governar normalmente. O problema está se em fim de mandato pode ou não, perante censura geral do eleitorado português, tomar medidas que comprometam o próximo governo», comentou.

Para Alberto João Jardim, o executivo de Sócrates «tem de ter um certo cuidado, apesar de ter todos os poderes que tinha antes das eleições». «É um problema de ética», reforçou.
Redação / CP